Você sabia que além do circuito das praias mais badaladas, Florianópolis ainda oferece aos visitantes alguns refúgios escondidos, onde a maioria dos turistas nunca colocou os pés? São verdadeiras praias secretas, protegidas por trilhas ou cujo acesso só é possível por barco. 

A beleza dessas praias não fica devendo nada às mais famosas, como Jurerê Internacional, Canasvieiras e Joaquina, entre outras. Além disso, por estarem mais afastados, tais refúgios garantem tranquilidade e privacidade, longe do barulho e do agito de outras regiões. 

Quer saber como encontrar um desses paraísos? Confira em nosso post todas as dicas!

Quais são as principais praias secretas da Ilha da Magia?

Na Ilha da Magia, existem cerca de 100 praias, muitas das quais não são conhecidas pelos turistas nem pelos moradores. Longe do agito das regiões mais turísticas, esses verdadeiros paraísos oferecem tranquilidade, águas e areias limpas e maior interação com a natureza. 

No entanto, justamente por estarem afastadas, a maioria não oferece infraestrutura como bares, restaurantes, chuveiros, sanitários, entre outros. Por isso, ao visitá-las, programe-se com antecedência. Leve o seu guarda-sol, água, lanche e o que mais precisar, lembrando de deixar tudo intocado, para preservar o ambiente! 

Confira o nosso roteiro de praias secretas! 

1. Caiacanga Mirim 

Localizada dentro de uma área que pertence à base aérea de Florianópolis, essa é a mais exclusiva das praias secretas da cidade. Isso, porque somente militares e seus parentes podem visitar o local, que tem águas calmas e transparentes, ao Sul da ilha. 

2. Praia Secreta

Para chegar a essa praia que vem sendo frequentada por surfistas, existem dois caminhos. Um deles parte da Praia do Gravatá e o outro da Estrada da Joaquina. Ao descer o morro, já é possível escutar o barulho do mar.

A praia, que tem seu fundo de pedras (e, portanto, exige cuidado) só é visualizada quase no final da caminhada. 

3. Praia do Gravatá 

Entre as praias Mole e Joaquina, a praia do Gravatá é pequena, com areia fina. Apesar de voltada para o Oceano Atlântico, ela é protegida das marés por um costão rochoso, conhecido como Ponta do Gravatá. O acesso pode ser feito por trilha ou barco.

4. Praia dos Naufragados 

A 43 km do centro da cidade, essa praia exige que os visitantes caminhem 3 km depois de estacionar o carro, por uma trilha onde a vista compensa o esforço.

Cachoeiras e ruínas de um antigo engenho de farinha fazem parte da paisagem. O início da trilha é na Caieira, perto do Ribeirão da Ilha, ao sul de Florianópolis.

5. Praia das Piscinas Naturais 

Na verdade, o local não é uma praia, mas sim uma fenda no costão. Ou seja, não existe uma faixa de areia, apenas pedras e o mar. 

A paisagem é deslumbrante e, quando o mar está calmo, lembra uma piscina natural. O caminho para chegar ao local foi revitalizado recentemente e o trajeto tem apenas 600 metros. Nele, existem 2 decks com vista para o mar e uma pequena ponte sobre um rio. O início do percurso é na ponte sobre o canal da Barra da Lagoa

6. Praia de Lagoinha do Leste 

Em função do difícil acesso, a praia é inteiramente preservada. Para alcançá-la, o cenário é incrível, com a mata nativa, cachoeiras, costões e uma lagoa. O local é um dos últimos redutos de Mata Atlântica preservada da cidade. A praia tem ondas agitadas e permite um dia de total isolamento.

Como visitar as praias secretas em suas próximas férias? 

Como as praias são mais afastadas e com menor infraestrutura, vale a pena escolher outro local na cidade para se hospedar e fazer passeios de um dia, para conhecer os refúgios naturais. 

É possível fazer parte do trajeto de carro e depois alcançar as praias secretas por trilhas ou barco. O ideal é que você se programe para sair cedo e aproveitar o dia em um destes paraísos. Peça indicações de transfer, mapa ou mesmo o serviço de barco em seu hotel. 

Depois de um dia de passeios incríveis, nada melhor do que relaxar em um hotel com ótima infraestrutura. Continue a leitura e descubra como pesquisar os melhores lugares para hospedagem!

Escreva um comentário