O município de Governador Celso Ramos, localizado na grande Florianópolis, em Santa Catarina, guarda um tesouro histórico: a Fortaleza Santa Cruz de Anhatomirim. A imponente construção está na entrada da baía norte da ilha catarinense e impressiona o turista logo no primeiro contato.

Em 1739, o brigadeiro português José da Silva Paes deu início à construção da Fortaleza Santa Cruz de Anhatomirim, que foi pensada para a ser a principal fortificação do litoral catarinense. Em 1938, o espaço foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e, na década de 1970, passou a ser gerido pela Universidade Federal de Santa Catarina.

Agora que você conhece a história da Fortaleza Santa Cruz de Anhatomirim, que tal descobrir os atrativos que o local reserva? Não deixe de ler os próximos parágrafos!

Casa do Comandante

O sobrado foi construído levando em consideração o mesmo estilo arquitetônico usado em casas de câmara e cadeias públicas do Brasil Colônia — um modelo bastante comum nos prédios de administração pública da época. Acredita-se que a Casa do Comandante foi a primeira sede do Governo de Santa Catarina e abrigou o Brigadeiro Silva Paes.

Quartel da Tropa

O Quartel da Tropa foi construído seguindo um estilo clássico e as árcades térreas impressionam pelo nível de detalhe e o grande nível de proporção entre eles — esse fato foi constantemente mencionado nos diários de viajantes, sobretudo europeus, que passaram pelo local. A construção simboliza o auge das obras conduzidas pelo Brigadeiro Silva Paes.

Portada

O portal foi construído com influência da arquitetura oriental e o acesso a ele se dá por meio de uma escada de lioz (que é um tipo de calcário raro encontrado em Portugal). A construção é uma mostra da diversidade arquitetônica encontrada na Fortaleza Santa Cruz.

Exposições

Além do atrativo histórico, a Fortaleza Santa Cruz de Anhatomirim também reúne atrações culturais. Destaca-se a exposição fotográfica “Fortaleza de Santa Cruz – Retrospectiva”, que pode ser vista na Casa do Comandante. Além disso, o espaço recebe outras mostras itinerantes, que sempre dão um sabor extra ao passeio.

Baía dos Golfinhos

A Baía dos Golfinhos, localizada próxima à Fortaleza Santa Cruz de Anhatomirim, é um santuário para a espécie “Sotália Guianensis”, também conhecida como golfinho-cinza. Ela está situada na APA – Área de Proteção Ambiental do Anhatomirim e oferece uma grande oportunidade de observar os animais em seu habitat natural.

A Fortaleza Santa Cruz de Anhatomirim recebe cerca de 100 mil visitantes por ano. Pode-se chegar ao local por escunas que partem do centro de Florianópolis, pelas praias do norte da ilha ou partindo do município de Governador Celso Ramos. Os passeios de barco duram 6 horas e custam, em média, R$ 80 por pessoa.

Na baixa temporada, que vai de abril a novembro, a visitação ocorre diariamente, das 9h às 17h; já na alta temporada, que vai de dezembro a março, a visitação ocorre diariamente, das 9h às 19h. O espaço conta com restaurante, lanchonete e loja de souvenires.

Gostou deste artigo sobre a Fortaleza Santa Cruz de Anhatomirim? Então não deixe de ler o texto sobre a Fortaleza de São José da Ponta Grossa, que também vale uma visita!

Escreva um comentário