Florianópolis tem inúmeros atrativos para uma viagem de férias ou uma breve estadia nos feriados. Além de conhecer as diversas praias, fazer trilhas, passear pela Lagoa da Conceição e pelo centro, o turista também pode aprender mais sobre a história do Brasil, e a Fortaleza de Anhatomirim é uma das opções para isso.

Ela foi construída em 1739 como parte do sistema de defesa da região. Em 1938 foi tombada como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e hoje guarda um pouca da história de épocas antigas. Sem dúvida, uma boa alternativa para um passeio em família!

Quer saber mais sobre a Fortaleza de Anhatomirim para incluir essa atração no roteiro da viagem? Então, continue a leitura e confira as dicas que separamos!

Qual é a história da Fortaleza de Anhatomirim?

A Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim, localizada na Ilha de Anhatomirim, foi construída pelo brigadeiro José da Silva Paes para defender a região de invasores. O local era a principal fortificação do sistema defensivo, que ainda era composto por outras 3 fortalezas: Ponta Grossa, Santo Antônio de Ratones e Nossa Senhora da Conceição de Araçatuba.

Devido à importância histórica, a Fortaleza de Anhatomirim foi tombada como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, entretanto, ela ficou muitos anos abandonada. A restauração do local começou somente na década de 70.

Hoje, o espaço é gerenciado pela Universidade Federal de Santa Catarina e se tornou um dos pontos turísticos do estado — de acordo com o órgão, cerca de 182 mil pessoas visitam as fortalezas da região ao longo do ano.

Quais são os principais atrativos?

A fortaleza e a Ilha de Anhatomirim encantam os turistas pela importância histórica, arquitetura diferenciada e pela paisagem com natureza ao redor, o que torna o passeio bastante agradável.

Entre as principais construções estão:

  • Casa do Comandante: sobrado colonial que foi a primeira sede do Governo de Santa Catarina;

  • Quartel da Tropa: A principal construção da ilha, sendo o maior quartel existente entre as fortificações brasileiras. Ele tem arquitetura com estilo clássico, contornos retos e telhas coloniais.

Além dessas edificações, ainda é possível visualizar o Armazém da Pólvora, a Casa de Farinha e a Portada, que tem influência oriental.

Como chegar?

A Fortaleza de Anhatomirim faz parte do município de Governador Celso Ramos, mas é fácil chegar até ela a partir de Florianópolis. Há passeios de escuna ou de barco pirata saindo da Praia de Canasvieiras, e outras opções na região central.

O percurso, geralmente, passa pela Fortaleza de São José da Ponta Grossa e pela Baía dos Golfinhos, e em alguns casos é possível ver o animais por lá.

A Fortaleza tem funcionamento diário das 09h às 17h na baixa temporada e das 09h às 19h na alta temporada. O ingresso inteiro custa R$ 8,00 (informação baseada no preço cobrado em 2019).

Essas foram as nossas dicas sobre a Fortaleza de Anhatomirim. Se você quiser conhecê-la de perto, entre em contato com as agências de turismo para programar a visita. Além disso, não se esqueça de separar itens como boné, protetor solar, água e lanches para deixar o passeio ainda mais agradável.

Gostou do conteúdo? Conhece alguém que vai viajar para Florianópolis e precisa dessas dicas? Então, compartilhe o texto nas suas redes sociais!

 

Escreva um comentário