Já pensou em aprender um novo esporte durante seu tempo livre? Pois saiba que, além de trazer benefícios para a saúde, incluir uma atividade física diferente na rotina ainda faz bem para o cérebro!

Estudos desenvolvidos por pesquisadores americanos mostram que assimilar novos exercícios ajuda na parte cerebral ligada ao controle de movimentos e às mensagens entre os neurônios. Agora que tal juntar tudo isso a uma paisagem de tirar o fôlego e refrescante para as altas temperaturas brasileiras no verão?

Neste texto, mostramos por que vale a pena aprender surf nas férias e trazemos quatro dicas interessantes para você começar quando possível. Confira!

Quais são os benefícios do surf?

Como qualquer outro esporte, o surf apresenta diversas vantagens para a saúde. A atividade aumenta a qualidade de vida, diminui o estresse, tonifica o corpo, melhora a capacidade respiratória, ajuda no equilíbrio e na coordenação motora, entre outras coisas.

Apesar do caráter intimidador, qualquer pessoa pode aprender a surfar, não importa a idade ou a condição física. A ideia do esporte é descer uma onda equilibrado em uma prancha. Para os mais avançados, as manobras também fazem parte da prática.

Para entrar no mar, no entanto, é preciso muita observação. Os surfistas têm enorme respeito pelas águas e tomam cuidado para saber onde está a arrebentação, a direção do vento, as correntezas etc.

Como começar a praticar?

Se você quer aprender surf nas férias e pretende viajar, dá para procurar uma escola. O Brasil tem um vasto litoral, e quase toda praia conta com pelo menos um lugar para desenvolver a atividade.

As aulas duram em média duas horas, incluindo um pouco da teoria, fundamentos do esporte e prática. Na hora de entrar na água, não se preocupe: sempre haverá um instrutor com você.

Há vários lugares conhecidos por serem um reduto de surfistas, como em Santa Catarina, principalmente em Florianópolis, na Bahia, no Rio de Janeiro e em São Paulo. Caso tenha curiosidade em começar, veja a seguir alguns passos!

1. Tenha os equipamentos certos

A escolha da prancha é fundamental e determina seu desempenho. Ela deve ser resistente e garantir estabilidade. Para os iniciantes, as melhores são as dos modelos longboards ou funboards, maiores e mais espessas.

Você também precisa de roupas confortáveis, além de uma lycra ou camiseta para proteger o corpo de algum machucado durante a prática e do sol nos dias mais quentes.

 

Conheça a Pousada dos Chás

2. Faça uma boa preparação

Para realizar qualquer esporte, conhecimento técnico é primordial. Por isso, participar de uma aula ajuda bastante em um primeiro momento. Trabalhar a coordenação motora e o equilíbrio também figura como prática importante.

Antes de entrar no mar, lembre-se de alongar e aquecer o corpo. Faça uma sequência básica de alongamentos para evitar qualquer problema em meio ao exercício.

3. Escolha o local ideal

Para começar, procure um lugar com ondas pequenas e com a presença de poucos surfistas.

Afinal, você ainda não sabe direito o que fazer. Depois, deite na prancha e reme até onde as ondas quebram, preparando-se para a diversão.

4. Não tenha medo de errar

Surfar exige esforço e técnica, e você não pode ter medo de tentar. Siga as dicas básicas de instrução e segurança e se arrisque!

Tente ficar em pé uma, duas ou quantas vezes for preciso. A evolução só chega com bastante prática!

Conforme percebemos, o surf nas férias pode ser bastante divertido, além de trazer inúmeros benefícios para a sua saúde física e mental. Não esqueça de procurar uma escola de qualidade e conhecida entre a população local, pois sua segurança e a de sua família devem estar sempre em primeiro lugar. Depois, é só cair na água!

E aí, gostou do conteúdo? Então compartilhe o texto nas suas redes sociais e incentive outras pessoas!

Ficou interessado em saber mais sobre dicas e o que fazer nas férias ou em viagens? Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos sobre o assunto.

 


Escreva um comentário